Cristal encantador

Incal

Uma das obras mais influentes dos anos 1980, o Incal é o ápice da cultura de ficção científica nos quadrinhos. Parceria entre Jean “Moebius” Giraud e o escritor e cineasta Alejandro Jodorowsky, sua história gira em torno do Incal, um poderoso cristal claríssimo, disputado por alienígenas, governantes, rebeldes e por uma seita que adora um outro Incal, só que negro. A junção dos dois cristais pode dar poderes sobrenaturais a quem os possuir. Só que isso sempre “quase acontece”, o que gera tensão suficiente para manter a atenção do leitor.

Genial e poderosa, mesmo, foi a parceria que resultou no Incal. Jean Giraud ficou conhecido internacionalmente quando adotou o pseudônimo de Moebius e passou a se dedicar às HQs de ficção científica. Antes, já havia feito sucesso com um faroeste chamado Tenente Blueberry. Nos anos 70, fundou com Dionnet, Philippe Druillet e outros, a Humanoïdes Associés, responsável pela seminal revista Métal Hurlant. Seus desenhos impressionavam, mas as histórias nem tanto. Eis que surge a parceria com o chileno Jodorowsky que resultou numa obra-prima, o Incal. Fã tanto de tecnologia como dos conhecimentos ocultos, ele bolou uma história fantástica, que mistura ambos os conceitos.

Não se assuste ao ler sobre corpo físico, mental, emocional e espiritual num quadrinho e no próximo deparar com neologismos tecnológicos. Jodorowsky e suas elucubrações, assim como as alegorias fantásticas de Moebius são a síntese de uma época em que tecnologia, ocultismo e Guerra Fria dominavam “corações e mentes”. A obra, só agora lançada no Brasil, junta os seis volumes originais num tomo só e é primorosa.

Incal 02

Incal, de Moebius e Alejandro Jodorowsky
308 páginas – Devir

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>