A temporada começou

Diretamente dos lagos do Alasca para as mesas brasileiras, as iguarias do Norte

www.tbfoto.com.br EMILIANO - SP/SP - 12/03/2014 Foto: Tadeu BrunBlack Cod ao forno com cevada, ragú de cenora e limão siciliano.
Em apresentações especiais, os peixes terão cortes diferenciados
e versões defumadas [Foto: Tadeu Brunelli]

 

Presente há dois anos no Brasil, a agência governamental Alaska Seafood Marketing Institute (ASMI Brasil), responsável pela promoção da indústria pesqueira do estado norteamericano do Alasca, comemora a parceria de empresas locais com as indústrias nacionais, e as primeiras exportações dos peixes premium – pescados selvagens provenientes do Alasca – diretamente para o mercado brasileiro.
Distante a milhares de milhas dos grandes centros urbanos e industriais, a região tem muitas espécies de peixes e frutos do mar. Instituições estaduais e federais se preocupam em preservar o meio ambiente e garantir uma gestão produtiva, sustentável, limpa e saudável da pesca, estabelecendo e fiscalizando cotas rigorosas de pesca, de acordo com acompanhamento de biólogos.

Rocambole de salmão do Alasca e espinafreRocambole de salmão do Alasca e espinafre.
Lançamento oficial dos pescados selvagens do Alasca no Brasil: 
receitas incríveis e muito saudáveis [Foto: Divulgação]

 

Conhecido mundialmente pelo processo de pesca sustentável, a proibição da criação de peixes no Alasca foi determinada pela Constituição do Estado ainda na década de 1950, fazendo com que todos os peixes nativos sejam selvagens.
A atividade pesqueira local emprega tecnologias que permitem a limpeza e o congelamento dos peixes em barcos-fábrica, ainda em alto mar, poucas horas após a pesca, preservando assim, todas as propriedades e o frescor dos produtos. Por não ficarem confinados em tanques, os pescados têm uma alimentação natural, livre de ração, antibióticos e outros tipos de produtos químicos, e nadam livremente. Como resultado, apresentam baixos teores de gorduras saturadas e são riquíssimos em Ômega 3, benefícios que aliados ao sabor da carne, fazem com que os produtos sejam considerados verdadeiras iguarias na gastronomia internacional.
Estarão disponíveis no Brasil: Salmão Selvagem Sockeye – uma das mais nobres dentre as cinco espécies de Salmão Selvagem, apresenta coloração vermelha vibrante e sabor inconfundível; Black Cod (Sablefish) – uma verdadeira iguaria de carne branca, macia e muito suculenta; Chum (Keta); Pink (Rosa); Bacalhau do Alasca sem adição de sal (Cod) e a Polaca.

Bacalhau do Alasca com linguiça, aspargos e tomateBacalhau do Alasca com linguiça, aspargos e tomate.
Sobressaem-se a textura do peixe e sabor superior
aos peixes que encontramos no mercado [Foto: Divulgação]

 

Onde encontrar os produtos
Importação e distribuição: Damm Produtos Alimentícios, Kalena Foods, Nativ Pescados e Noronha Pescados.

Foodservice: Restaurantes Cantaloup, Kosushi, Kinoshita, Cantaloup, La Tambouille, Clos de Tapas, Casa Europa, São Gualter, Amadeus, Nagaiama (Rio de Janeiro), Lavarenne (Curitiba), entre outros.
Varejo: Casa Santa Luzia, lojas Pão de Açúcar (verificar unidades), Walmart (verificar unidades) e Zaffari. •

Wellington Nemeth - FotografoBlack Cod Sablefish selado [Foto: Divulgação]

 

Alaska Seafood Marketing Institute
[11] 2579 0431
www.alaskaseafood.com.br
www.alaskaseafood.org

 

Gostou desta matéria? Veja a edição completa da SAX Magazine #29.

Disponível na App Store e Google Play: